Blog

  • Que tipos de proteção elétrica existem e para que serve cada uma?


    Que tipos de proteção elétrica existem e para que serve cada uma?

    Que tipos de proteção elétrica existem e para que serve cada uma?

    A proteção elétrica é extremamente importante para preservar a integridade física das pessoas em ambientes internos e externos. Realizar manutenção com proteção com segurança e proteção é muito importante, pois mantém os equipamentos e instalações elétricas em bom estado, de forma a evitar danos graves ao circuito. É por isso, que saber o tipo de proteção que você pode usar é essencial, tanto em empresas quanto em residências.

    Que tipo de proteção elétrica existe e qual a sua função?

    Para manter bens materiais, vidas humanas e elementos elétricos seguros, ele foi projetado para segurança elétrica. Vamos analisar os benefícios que cada um traz e as funções que cada um envolve.

    1. Chave fusível ou corta-circuito

    Este é um dispositivo projetado para cortar automaticamente o circuito elétrico precisamente quando a corrente elétrica se intensifica. Já houve muitos casos em que aparelhos elétricos quebraram ou ficaram com falhas devido à instabilidade da energia.

    1. Relé térmico

    Atua como um guardião que se dedica a avaliar a intensidade elétrica, a fim de identificar as intensidades que estão fora da faixa admissível. Deve-se notar que a função do referido relé não é resolver ou eliminar falhas ou baterias. Além disso, requer um acompanhante para fazer o desligamento. Para fazer isso, uma lâmpada é usada para indicar que uma sobrecorrente foi detectada e o circuito foi fechado.

    1. Aterramento

    Baseiam-se na proteção dos elementos que estão em contato direto com o meio ambiente, evitando a ocorrência de desvios de corrente. Desta forma, as falhas devido ao sistema de isolamento são reduzidas. Essa proteção visa reduzir os índices de eletrocussão, aterrando todas as massas metálicas que possuam uma instalação condutora de corrente. Portanto, a corrente desaparece na área de terra onde foi feita a ligação à terra.

    1. Relé eletromagnético

    Sua função é garantir a proteção de instalações elétricas expostas a sobretensões muito fortes. Isso é visto justamente quando os motores que requerem mais eletricidade são ligados. A ideia principal é eliminar aquelas sobrecargas que podem danificar um eletrodoméstico pela raiz ou fazer com que o motor seja afetado.

    1. Interruptor diferencial residual

    Projetado especificamente para interromper em tempo hábil o fluxo de corrente que apresenta um curto-circuito, falha ou vazamento originado no circuito elétrico. Quando o sinal no circuito é identificado, a intensidade da eletricidade de saída e entrada é comparada. Desta forma, eliminam-se os defeitos de isolamento e coloca-se depois do interruptor.

    1. Disjuntor termomagnético

    Este dispositivo é responsável por fornecer proteção magnética a eletrodomésticos ou dispositivos conectados ao fluxo contínuo de corrente. Em geral, a eletricidade está em constante movimento. Há momentos em que isso ultrapassa os limites máximos, causando um curto-circuito. Quando este ponto é atingido, o interruptor magnetotérmico é ativado e corta a corrente, para que não cause danos massivos. O tempo de atuação da chave varia de acordo com a intensidade da energia, ou seja, quanto maior a intensidade, menor o tempo de corte.

    1. Seccionadores

    É conhecido como um dispositivo de conexão e desconexão através do qual as conexões do circuito são modificadas. Da mesma forma, facilita o isolamento de um equipamento da rede elétrica ou reduz o fluxo para um determinado local da rede.

    Agora você já sabe que a proteção elétrica é um elemento essencial no cuidado de equipamentos e máquinas essenciais em casa e na indústria. Por isso, saber o serviço que cada dispositivo oferece ajudará a selecionar o mais adequado de acordo com a sua necessidade.

    COMPARTIR

    ?>